AMP

Login

Na primeira vez em que chegar na página, você verá dois comentários e um botão de login.

Se procurar pelo botão de login no código, você verá o seguinte:

<span amp-access="NOT loggedIn" role="button" tabindex="0" amp-access-hide>
  <h5>Please login to comment</h5>
  <button on="tap:amp-access.login-sign-in" class="button-primary comment-button">Login</button>
</span>

O comportamento de atributos relacionados a amp-access dependem de uma configuração em toda a página de amp-access. Neste caso, a seguinte:

<script id="amp-access" type="application/json">
  {
    "authorization": "https://ampbyexample.com/samples_templates/comment_section/authorization?rid=READER_ID&url=CANONICAL_URL&ref=DOCUMENT_REFERRER&_=RANDOM",
    "noPingback": "true",
    "login": {
      "sign-in": "https://ampbyexample.com/samples_templates/comment_section/login?rid=READER_ID&url=CANONICAL_URL",
      "sign-out": "https://ampbyexample.com/samples_templates/comment_section/logout"
    },
    "authorizationFallbackResponse": {
      "error": true,
      "loggedIn": false
    }
  }
</script>

O ponto de extremidade da autorização é implantado como parte de AMPByExample. O fornecimento desse ponto de extremidade é responsabilidade do editor da página. No caso desse exemplo, por questões de simplicidade, implementamos uma lógica básica para que, quando a solicitação for recebida, o servidor leia o valor de um cookie chamado ABE_LOGGED_IN. Se o cookie não estiver lá, retornaremos uma resposta JSON com loggedIn = false. Como resultado, na primeira vez em que um usuário acessar a página, a solicitação retornará loggedIn = false e o botão de login será exibido.

Ao usar on="tap:amp-access.login-sign-in" para verificar novamente o código HTML do botão, determinamos que, assim que o usuário tocar no botão, o URL especificado no JSON acima deve ser usado:

{
    "login": {
    "sign-in": "https://ampbyexample.com/samples_templates/comment_section/login?rid=READER_ID&url=CANONICAL_URL"
  }
}

É possível definir URLs diferentes dentro do nó de login. Neste caso, estamos definindo sign-in e depois definiremos sign-out.

A página de login não é AMP e, para simplificar o processo, é onde preenchemos os valores de login e senha. O tipo de entrada oculta returnURL é preenchido pelo servidor AMPByExample por meio de modelos do servidor. O servidor lê esse valor de um parâmetro chamado return, adicionado automaticamente pela biblioteca AMP ao URL de login.

No exemplo abaixo, o valor do parâmetro return é adicionado à solicitação assim que você clica no botão de login. Explore esse valor usando o console do Chrome DevTools e acessando a guia "Rede".

Quando o servidor AMPByExample receber a solicitação POST da página de login, e o login e a senha estiverem corretos, ele redirecionará a solicitação para o returnURL mencionado acima e anexará o parâmetro #success=true. Depois disso, o tempo de execução de AMP pode autorizar a página e, por fim, permitir que você adicione um comentário.

É importante entender o que o tempo de execução de AMP faz e o que o servidor deve estar fazendo, já que a implementação do servidor é de responsabilidade do editor da página.

Veja abaixo um breve resumo:

  • O tempo de execução de AMP adiciona automaticamente o parâmetro de retorno à solicitação de login especificada no objeto JSON de login.
  • O tempo de execução de AMP fecha a página de login e faz o redirecionamento para a página especificada pelo parâmetro do URL de retorno.
  • O servidor deve coordenar a resposta assim que o usuário clicar no botão de login.

Veja uma explicação detalhada sobre esse fluxo na amp-access.